Atendimento:

9.00 - 18.00

Whatsapp:

21 3005-9186

Ligue:

21 3005-9186

Posso abrir empresa com o nome sujo ?

Quer abrir uma empresa mas está com nome sujo? Saiba se você pode ou não abrir sua empresa estando com restrição no CPF!

 

Hoje eu vou falar sobre uma dúvida muito comum que surge quando queremos tomar a decisão de abrir uma empresa que é sobre a restrição que você possui para fazer abertura da sua empresa se você tiver com nome sujo.

Será que existe algum tipo de restrição pra isso?

Tecnicamente não existe nenhuma restrição.

Se você precisa abrir sua empresa e por ventura seu nome esteja sujo com restrição você poderá fazer abertura de empresa e não vai ter problemas em retirar o seu CNPJ ou Inscrição Estadual.

O que você poderá vir a ter problemas é se você tiver algum tipo de restrição de alguma empresa que você tinha no passado por exemplo, ou se você tiver alguma pendência no seu CPF perante os Órgãos de Registro que pode ser a Receita Federal ou a Secretaria da Fazenda, dependendo do tipo da sua empresa.

Uma empresa comercial, por exemplo, tem que tirar uma Inscrição Estadual e se você tinha uma outra empresa que deu uma restrição naquele Estado provávelmente isso vai ser impedimento para você abrir uma nova empresa.

E se meu nome estiver sujo no Banco?

Bom, se você tem algum problema com Banco, nome sujo ou título protestado, isso não vai impedir você de abrir a sua empresa.

Sobre outros aspectos isso pode ocasionar ,por exemplo, na parte bancária :  uma das coisas que pode prejudicar é o Banco criar obstáculos para criar uma conta da Pessoa Jurídica por conta da sua restrição junto aquele banco.

Os bancos não tem impedido em todos os casos você fazer a abertura da conta pessoa jurídica, porém ela cria certas barreiras que acabam fazendo o processo de abertura da conta bancária ser mais demorada.

Dependendo da sua situação pode ser até simples você resolver suas pendências pessoais e dependendo do seu projeto até valha a pena você resolver qualquer problema que você tenha com seu CPF pra conseguir crédito maior perante as instituições Bancárias.

Resumindo o que falamos acima, mesmo com problemas com restrição do seu CPF perante Bancos, SPC-SERASA, você poderá abrir sua empresa normalmente, devendo analisar somente se será válido abrir uma empresa com seu nome em restrição, já que isso pode  restringir de ter acesso a financiamentos e créditos diversos.

 

E aí , gostou do artigo? Deixe seu comentário e dúvidas abaixo !

Abrir empresa em Itaboraí

Abrir empresa em Itaboraí

Situada no Estado do Rio de Janeiro, a cidade de Itaboraí hoje com aproximadamente 232 mil habitanes foi escolhida como sede do maior empreendimento único da Petrobrás e um dos maiores do mundo no setor, o COMPERJ.

Empresas serão atraídas pelo complexo e irão transformar profundamente o perfil industrial, econômico e ambiental da região de Itaboraí e cidades vizinhas como São Gonçalo.

A notícia da retomada dos investimentos no Complexo Petroquímico de Itaboraí gerou otimismo no setor de energia e expectativa de geração de novas oportunidades de empregos e empreendorismo na região.

Se você já possui todo o planejamento pra abrir sua empresa e quer tirar sua ideia do papel e empreender no Município de itaboraí veja o passo a passo básico com informações para abertura de sua empresa:

Primeiro Passo: consultar a viabilidade antecipada da implantação de sua empresa no município. Esse processo é via REGIN feito na Junta Comercial.

Segundo Passo: em seguida, será necessário elaborar o contrato social. Concomitantemente, é preciso dar entrada no CNPJ. Os custos desses serviços variam de acordo com tipo de prestação.

Terceiro Passo: após a liberação do contrato social, CNPJ e inscrição estadual, deve-se providenciar o registro da empresa na prefeitura para requerer o Alvará de Funcionamento e, se for o caso, o Sanitário. Quando a empresa possui a inscrição municipal, está apta para funcionar regularmente.

Se você pretende abrir sua empresa em Itaboraí e em até cidades vizinhas como São Gonçalo, Niterói, Tanguá e Rio bonito e aproveitar essa grande oportunidade conte com os serviços de Abertura de empresas da Tokius Contabilidade! Te daremos todo o suporte para que você possa ficar regularizado perante os órgãos públicos e iniciar suas atividades!

7 Erros mais Comuns ao Abrir uma Empresa – Como Evitá-los e Ser um Empreendedor de Sucesso

07 Erros mais Comuns ao Abrir uma Empresa – Como Evitá-los e Ser um Empreendedor de Sucesso

07 Erros mais Comuns ao Abrir uma Empresa – Como Evitá-los e Ser um Empreendedor de Sucesso!

Muitos são os desafios encontrados na hora de abrir uma empresa e entre eles existem erros mais comuns ao abrir uma empresa. Devido à grande pressão que acabam sofrendo, as pessoas quando decidem abrir uma empresa, na sua grande maioria agem no impulso e esquecem o planejamento.

7 Erros mais Comuns ao Abrir uma Empresa – Como Evitá-los e Ser um Empreendedor de Sucesso

Ter disposição para poder enfrentar os desafios que vem pela frente é algo fundamental, já que os mesmos não são poucos. Principalmente pelo fato de que somos um país onde a burocracia é absurda.

Só para se ter noção, para você conseguir abrir uma empresa no Brasil demora em torno de 190 dias para ter todos os registros, alvarás e licenças em mãos, ou seja, é muito tempo para cometer erros mais comuns ao abrir uma empresa.

Erros mais comuns ao abrir uma Empresa.

Deve-se ficar bem claro que não existe milagre, nem uma receita pronta para que se consiga abrir uma empresa, já que muitos pontos podem diferenciar uma empresa da outra.

Para que todos esses transtornos sejam evitados é preciso saber quais os erros mais comuns ao abrir uma empresa, assim, você poderá se precaver quando for abrir a sua também.

Erro 1 – Abrir uma empresa somente por estar precisando: Geralmente é o tipo de erro mais cometido entre a grande maioria dos empreendedores no país. Para abrir um negócio, você precisa estar certo que é isso que você realmente deseja.

A necessidade de um emprego, muitas vezes pode levar uma pessoa ao desespero, e é justamente nessa hora que ela busca abrir seu próprio negócio. Abrir um negócio sem ter certeza de que é isso mesmo que você quer e principalmente sem planejar é fatal.

Erro 2 – Não ter um Plano de Negócio: um dos grandes motivos do fracasso de um negócio é exatamente não ter um plano estabelecido. É preciso estar cada vez mais preparado para o mercado que está muito mais exigente hoje do que ontem.

Para se abrir um negócio é preciso estar por dentro de tudo que o mesmo vai abranger, ou seja, é preciso conhecer seu negócio em todas as etapas como, vantagens, competitividade, seus concorrentes, melhores locais de venda, onde se encontram os consumidores e quem são eles.

Um bom plano de negócios bem feito, precisa de todos esses pontos em conjunto, já que a partir de todas essas informações é que você vai saber exatamente onde alocar os recursos necessários.

Erro 3 – Oferecer um produto sem saber ou mostrar seu diferencial: os consumidores estão cada vez mais exigentes em relação a tudo que eles querem e desejam de uma oferta de produto ou serviço.

Então oferecer um produto sem mostrar qual o seu diferencial é um erro bastante cometido, mais também, bastante prejudicial para o negócio. Antes de o negócio começar a funcionar, é preciso que você saiba exatamente todos os diferenciais dos seus produtos, isso é que faz a grande diferença. Ter atenção com o que o mercado está mostrando faz muita diferença para o seu negócio.

Erro 4 – Não conseguir identificar as oportunidades de negócios que acontecem a cada momento: as pessoas quando pensam em abrir um negócio próprio, elas só conseguem ver o que realmente querem, ou até mesmo, só percebem uma oportunidade importante quando a mesma já tem passado.

É preciso buscar o seu grande diferencial, ou seja, procure antes de abrir um negócio algo diferente, não siga apenas uma tendência. Tendências passam rápido, já o diferencial, fica por muito tempo.

Afinal, os consumidores estão cansados de tanta mesmice. Uma boa dica para que você não cometa este tipo de erro, é a participação de feiras de negócios, onde você pode enxergar algo que faça a grande diferença no seu negócio.

Erro 5 – Você não sabe quem é seu cliente: mais um entre os erros graves cometidos por quem deseja abrir uma empresa, como você vai oferecer algo para alguém se nem você mesmo sabe para quem.

Não conseguir identificar o perfil adequado dos seus consumidores é um erro muito grave. Afinal são os consumidores que fazem com que sua empresa permaneça funcionando, eles são quem injetam o poder financeiro na mesma.

Erro 6 – Não saber quem são seus concorrentes: você sabe dizer quem são seus concorrentes, isso precisa ser resolvido antes mesmo de você abrir sua empresa, já que vai fazer uma grande diferença.

É preciso identificar alguns pontos como se os consumidores do seu concorrente iriam comprar o seu produto, o porquê que eles comprariam o seu produto, quais as marcas de produtos você ofereceria, seria a mesma do seu concorrente.

Ter consciência ao entrar no mercado mostra o quanto você está ligado a tudo que acontece. Esses pontos citados são praticamente a base para que você tenha essa consciência.

Erro 7 – Não fazer uma avaliação da localização da Empresa: pode até parecer uma bobagem, mas, é de fundamental importância uma boa localização da empresa.

Precisa-se criar uma boa estratégia para saber exatamente onde a empresa deve se localizar.

Dependendo do tipo de negócio da sua empresa, um local com pouca movimentação pode atrapalhar bastante, por exemplo. E Conseqüentemente, não terá a visualização desejada.

Esses são erros considerado cruciais para quem deseja abrir uma empresa, principalmente quando você não conhece todos os processos necessários para fazer com que sua empresa funcione da forma desejada, como por exemplo, não conhecer os processos operacionais da mesma.

Você acha ou já procurou saber se sua empresa é viável. Isso mesmo, depois de todos esses erros apontados até agora, além de procurar não cometê-los, você depois de tudo ainda precisa ver se sua empresa é realmente viável para começar de verdade.

Assim sendo...

Fora outros erros que são cometidos ou até mesmo esquecidos por muitas pessoas quando pensam em abrir uma empresa.

Entender como uma empresa funciona de verdade é fundamental para que qualquer tipo de negócio dê certo.

Portanto antes de querer ou desejar abrir uma empresa, é preciso planejar, criar estratégias e conhecer a fundo como tudo funciona e quais são os erros mais comuns ao abrir uma empresa.

Como Abrir uma Empresa – Colocando em Prática Suas Idéias

Como Abrir uma Empresa – Colocando em Prática Suas Idéias

Como Abrir uma Empresa – Colocando em Prática Suas Idéias

A grande maioria das pessoas sonha com o dia em que poderão trabalhar por conta própria, ou seja, e nada melhor do que abrir sua própria empresa, mas, para que isso seja possível, é importante que você saiba como abrir uma empresa.

Como Abrir uma Empresa – Colocando em Prática Suas Idéias

Para que você consiga abrir uma empresa, é preciso entender que passos precisam ser seguidos, ou melhor, é preciso passar por etapas. Etapas essas, que muitas vezes fazem com que você desista antes mesmo de começar.

É preciso compreender, que para se tornar um empreendedor não é fácil. É preciso entender que precisa-se de organização e planejamento, isso inclui todas as etapas de como abrir uma empresa. Só uma informação bem interessante, você sabia que o empreendedor brasileiro, demora em torno de 119 dias para concluir a abertura do seu negócio? É muito tempo não é mesmo?

Etapas para Registrar sua Empresa.

Este talvez seja o ponto onde mais é preciso lidar com a burocracia, já que nada no Brasil se faz sem ter que passar por um monte de burocracias.

E nas etapas para registrar sua empresa não é diferente, já que é onde tudo começa, ou seja, o sonho começa a se tornar realidade.

Um conselho bastante relevante antes de você fazer o registro do seu negócio, é que você precisa entender bem sobre a legislação que rege seu negócio. Já que existe uma série de itens que podem ser diferentes de um negócio para outro, por exemplo, a documentação.

Sendo assim vejamos as etapas que são necessárias para registrar sua empresa:

- Faça a escolha do modelo jurídico de empresa ao qual você pretende usar. Todo o resto da burocracia vai depender exclusivamente do modelo escolhido, já que é preciso saber também se será uma empresa individual ou com sócios.

- Escolha o nome da empresa, você precisa ter plena consciência do nome que a empresa terá, já que dependendo do nome escolhido alguns entraves podem acontecer.

- Definir a atividade que a empresa irá desenvolver, é preciso que se tenha um ramo de atividade a seguir, já que todas as outras etapas vão depender do ramo seguido.

- Estabeleça o local onde sua empresa vai funcionar, pode parecer até meio sem importância o local, mas para fazer o registro da empresa é preciso deixar bem claro onde ela irá funcionar. Isso se dá devido existirem alguns locais os quais não podem ser usados para determinadas atividades comerciais.

- A elaboração do contrato social, é exatamente a partir dessa etapa onde sua empresa passa a existir.

- Fazer o registro do nome da empresa, nessa etapa existe a opção de fazer o registro do nome fantasia, ou o nome de uma marca. É preciso que você faça uma pesquisa para saber como proceder.

- Fazer o registro na Junta Comercial, a partir dessa etapa, sua empresa passa a existir juridicamente.

- O Recebimento do NIRE e do CNPJ, o NIRE é o Número de Identificação do Registro da Empresa. E o CNPJ é número que você precisa para fazer todas as etapas de contribuição na Receita Federal.

- Fazer a Inscrição Municipal e Estadual, veja exatamente onde você vai se encaixar se somente em uma ou nas duas.

- Fazer o Cadastramento na Previdência Social, essa etapa faz com que você precise do registro na previdência para os aparatos fiscais.

Quanto Custa abrir uma Empresa?

O valor para abrir uma empresa vai depender bastante de cada município ou estado. Uma média de valor é de R$ 2.038, só que esse valor pode variar bastante, ao ponto de ter uma variação de 274%.

É importante deixar lembrado que a partir do momento em que você começa a fazer o registro da sua empresa, o ponto empresarial já deve estar montado.

Documentos Necessários.

Todo empreendedor não pode ficar no anonimato, sendo assim, a formalização do seu negócio é a melhor escolha, já que a partir da formalização, você poderá começar seu negócio abertamente.

Para a formalização de sua empresa é preciso os seguintes documentos:

- Para começar o primeiro documento necessário é o registro na Junta Comercial, onde você necessitará dos seguintes documentos:

*Requerimento Padrão, no caso Capa da Junta Comercial, uma via;

*Contrato Social;

*Cópia do documento de identidade autenticada do titular ou administradores;

*Ficha de Cadastro Nacional – FCN, modelos 1 e 2 uma via;

*Pagamento das taxas por meio de Guia de Recolhimento (JC) e DARF (CNE).

- CNPJ;

- Inscrição Municipal;

- Alvará de Funcionamento;

- Inscrição Estadual;

- Cadastro na Previdência Social;

- Questões Fiscais.

Empresa pode se enquadrar no Simples Nacional?

Sim, as empresas enquadradas no Simples Nacional terão limite de faturamento em R$ 4,8 milhões no ano-calendário de 2018.  Entretanto, deixam de ser isentos do recolhimento do ICMS e do ISS aquelas que faturarem a partir de R$ 1,8 milhões (no Acre, Amapá e Roraima) e R$ 3,6 milhões (no Distrito Federal e demais estados). O limite já havia sido estabelecido pela Lei Complementar 155/2016, mas foi novamente regulamentado pela Resolução CGSN nº 136 da Receita.

Vejamos alguns exemplos de empresas que podem fazer parte do Simples Nacional:

- Agências de viagens e turismo;

- Agência lotérica, ou, casas lotéricas como são mais popularmente chamadas;

- Empresas de prestação de serviços de instalações e manutenção em geral;

- Transporte de passageiros, municipal;

- Escritórios contábeis;

Fazer parte do Simples Nacional pode trazer muitos benefícios para sua empresa, ou, pode trazer algumas dores de cabeça. O mais importante e que você faça uma consulta com um profissional contábil para saber qual a melhor escolha.

O Simples é um regime bastante procurado por várias empreendedores, visto que, os mesmos podem ganhar bastante como no caso de poder pagar todos os impostos de uma única vez. Nesse caso você paga uma DAS.

Para terminar...

Com o pagamento de uma única guia, você não precisará estar sempre retirando várias outras guias que fazem parte do pagamento de impostos de outros regimes.

Sendo assim, esperamos ter atendido a todos os requisitos que você necessita como também ter tirado as dúvidas de como abrir uma empresa.

Como a contabilidade pode ajudar seu negócio

A contabilidade é uma ferramenta indispensável para os empresários gerirem o seu negócio.Através dos registros contábeis, o empresário conhecerá diversas informações, como: os custos da sua empresa, o giro de capital, o giro do estoque, a carga tributária e uma série de informações úteis para o planejamento e gerenciamento da empresa, de forma que com visão empreendedora, o negócio se desenvolva, cresça e gere empregos e rendimentos para o empresário.

A grande maioria dos empresários desconhece a importância e as informações disponibilizadas pela contabilidade, e com isso acabam perdendo o arsenal de dados existentes na contabilidade.

Por isso, a contabilidade consiste em uma poderosa ferramenta que apresenta grande importância, disponibilizando inúmeros dados para o empreendedor gerir o seu negócio e fazer com que o mesmo se desenvolva e se mantenha forte e saudável financeiramente no mercado em que atua.

O empreendedorismo e a contabilidade

Para que uma empresa tenha sucesso no mercado, é necessário que o empresário ou empreendedor tenha boas ideias, o capital para abrir o empreendimento, ação empreendedora e força de vontade aliada com a determinação para tocar o negócio.

De uma maneira geral, o empreendedorismo está associado as pessoas que abrem suas empresas com o objetivo de serem seus próprios patrões, o que não deixa de ser verdade, pois o empreendedorismo é toda ação que visa criar algo novo, e a abertura de empresa pode ser tido como o novo que está surgindo. Mas, muitos dos empreendedores mergulham nessa aventura sem muito conhecimento e precisam de ajuda para construir e desenvolver as suas empresas.

E para isso ocorrer, existe uma figura de grande importância: o trabalho do contador. O contador está ligado a empresa desde a sua abertura, e através dos registros contábeis gerará uma série de informações sobre a empresa que podem ser usadas para o seu crescimento.

Através das informações geradas pelo contador, o empreendedor terá condições de conhecer melhor o seu negócio, e desta maneira ter uma melhor gestão de forma que o empreendimento seja lucrativo e permaneça por muito tempo na área em que atua.

Por isso, é de grande importância que o empresário crie uma relação de confiança com o seu contador, de forma que este conheça a visão estratégica e gerencial da empresa e que os registros contábeis venham ser aliados do empreendedor no crescimento de sua atividade. A análise contábil permitirá que o empreendedor conheça o seu negócio por completo: encargos e tributos incidentes, necessidade de capital de giro, fluxo de caixa, lucratividade e etc.

É de grande importância obter o maior número de dados sobre o empreendimento, pois, muitas vezes, uma empresa possui uma vida útil relativamente pequena (em média dois anos), pois uma série de problemas se acumula (falta de clientes, falta de capital de giro, problemas de ordem financeira e etc.), e a contabilidade é uma ferramenta extremamente útil para combater e a vencer esses problemas e ajudar o empreendedor a desenvolver o seu negocio através do planejamento financeiro, planejamento fiscal, organização da empresa, formação de preço de venda e etc.

A contabilidade apresentará sempre o histórico da empresa, isto é, informações do que ocorreu, no entanto, através da análise desses dados, o empresário pode projetar situações e resultados que permitirão visualizar o futuro e desta maneira trabalhar para o bom desenvolvimento da empresa no dia a dia.

Sendo assim, a contabilidade precisa ser vista e tida pelos empreendedores como uma ferramenta de gestão e não como um gasto. São muitos os casos em que os empresários não possuem ou até mesmo desprezam as informações contábeis, perdendo a oportunidade de ter informações de relevância gerencial e de contar com o auxílio e a experiência do seu contador na gestão do empreendimento.

Texto confeccionado por: Jeniffer Elaina
contabilidade tokius abrir empresa

Como escolher um bom escritório de contabilidade

 

Você está com dúvidas sobre como escolher um escritório de contabilidade para a sua empresa? Então saiba quais são os principais pontos a considerar.

Como nem todo escritório oferece o mesmo tipo de serviço, fazer uma boa pesquisa é fundamental. É preciso buscar referências, avaliar valores e os serviços oferecidos, entre outros.

Para saber mais detalhadamente a respeito disso, confira o que você precisa avaliar ao escolher um escritório de contabilidade. Vamos lá!

1. Recomendações

Jamais feche com um escritório de contabilidade sem antes saber o que outras empresas que já trabalham com ele pensam a respeito do serviço oferecido. Isso pode ser feito de duas maneiras:

Pela indicação de outros empresários

Nesse caso, você pode tomar como ponto de partida para a sua busca a recomendação de profissionais conhecidos. Assim, procure consultar aqueles que têm conseguido espaço no mercado. Certamente o escritório contábil com quem trabalham ajudou muito nesse sucesso. Não vá atrás de conselhos de quem enfrenta dificuldades porque é isso o que você quer evitar.

Por conta própria

Caso você prefira pesquisar por conta própria até chegar ao escritório de contabilidade mais interessante para a sua empresa, ao encontrar um pode pedir dados de contato dos clientes que esse escritório já possui. Assim, você pedirá referências e até mesmo algumas sugestões. Procure conversar, principalmente, com empresas que atuam no mesmo ramo.

Online

Se você busca autonomia, maior participação no processo contábil e uma comunicação rápida com o seu contador, essa é a melhor opção para a sua empresa.

Você pode pesquisar quais plataformas de contabilidade online atendem o seu município, sua atividade e oferecem serviços compatíveis com o seu orçamento.

2. Registros

Todo contador que atua profissionalmente precisa estar registrado no Conselho Regional de Contabilidade (CRC). Assim, ele possui um número de inscrição que pode ser conferido na unidade do seu estado.

Sempre que você considerar a contratação de um escritório contábil, procure verificar se o profissional responsável está em dia com o CRC. Sua atividade é regulamentada por lei e, sem isso, a atividade não pode ser exercida.

3. Gastos

É preciso que os gastos que a sua empresa fizer com serviços contábeis caibam dentro do seu orçamento. Entretanto, quando se conta com um escritório competente, é possível reduzir custos e transformar gastos maiores em investimentos. Para tanto, é preciso considerar a relação custo/benefício.

Avalie então o que a sua empresa precisa em termos de qualidade de serviços, demanda e benefícios. Compare isso com o que o escritório poderá trazer para ela. Dependendo da sua necessidade, você pode precisar de profissionais com conhecimentos específicos. Existem escritórios que oferecem serviços especializados para questões trabalhistas, aberturas de empresas, entre outros.

Nesse caso, é preciso considerar o que realmente importa no seu empreendimento. Um escritório que não ofereça serviços específicos pode até cobrar mais barato, mas dificilmente terá condições de contribuir com o crescimento de sua empresa da maneira ideal.

4. Infraestrutura

Uma simples visita ao escritório que pretende contratar pode ajudá-la a conhecer melhor o ambiente. Nesse caso, avalie se a quantidade de funcionários parece compatível com a carga de trabalho que a sua empresa vai exigir deles. Conheça esses funcionários para saber se o clima da organização é positivo. Ambientes pesados podem comprometer o trabalho em equipe.

Fatores como organização, tecnologia, entre outros, também devem ser levados em conta. Escritórios que ainda não se modernizaram podem encontrar dificuldades para lidar com questões como o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), que foi criado justamente com o pressuposto de modernizar a maneira de as empresas cumprirem suas obrigações.

5. Atendimento

Outro elemento fundamental a ser analisado é o atendimento. Em tempos modernos, quanto mais rápido a empresa conseguir responder a seus clientes, melhor. E isso diz respeito também a escritórios de contabilidade.

Assim, uma dica simples e que você pode colocar em prática desde já é acessar os canais de comunicação do escritório que pretende contratar e verificar se eles funcionam bem: telefone, email, redes sociais, entre outros.

É importante verificar se a equipe é cuidadosa nesse quesito, pois no dia a dia você poderá precisar desse cuidado para obter retornos úteis em caso de dúvidas ou necessidades imediatas. Disponibilidade para atender, cordialidade para se comunicar e qualidade na hora de transmitir informações são fundamentais para um escritório de contabilidade que mantém clientes por muitos anos.

Por isso, a maioria deles investe em treinamento para criar padrões de comportamento. Verifique se os profissionais que você pretende contratar oferecem isso.

6. Logística do escritório de contabilidade

Acredite: você não vai querer passar o tempo todo pensando no seu escritório de contabilidade depois de fechar negócio. Nesse sentido, o ideal é que você se relacione com a equipe somente em reuniões periódicas ou em caso de necessidades ou dúvidas pontuais, ou seja, o mínimo possível.

Quando você não passa muito tempo em contato com os profissionais do escritório, significa que tudo está correndo bem. Nesse caso, procure avaliar se o escritório está bem equipado para lidar com questões burocráticas, de maneira que o fluxo de documentos não seja tão grande.

Soluções tecnológicas, nesse sentido, são um grande diferencial. A integração de dados eletrônicos com o sistema de sua empresa deve ser adotada. Tudo isso facilita a gestão de tempo e demonstra eficiência.

7. Relatórios

Para que contribua de forma decisiva com a gestão da sua empresa, cabe ao escritório contábil fornecer relatórios de qualidade para facilitar suas tomadas de decisão. Isso deve ser feito constantemente, de preferência a cada mês, de maneira que você tenha um parâmetro seguro sobre o andamento do seu negócio.

Assim, procure saber com outros clientes e com o próprio escritório como é feito o trabalho com relatórios, folha de pagamento, demonstrativos de tributos pagos, balancetes, entre outros. Perceber que eles são compreensíveis já é de grande valia para que você possa se sentir seguro ao fechar negócio.

8. Segmentação

Por fim, é preciso verificar se o escritório que se propõe prestar o serviço à sua empresa está capacitado para lidar com o seu segmento em específico. Alguns escritórios concentram-se em determinados nichos de mercado, portanto, é preciso ficar de olho se as soluções são compatíveis com os interesses da sua empresa.

Muitas vezes é válido considerar a contratação de um escritório especializado quando ele atua exatamente no seu segmento. Em outras, é melhor contar com os serviços de um escritório tido como generalista, ou seja, que contempla todos os ramos de atividade. Depende de cada caso.

 

Fonte: https://saiadolugar.com.br

Fechar [x]